VESPA ASIÁTICA – Vespa Velutina Nigrithorax

 In Ecologia e Ambiente

As vespas asiáticas apareceram na europa no território francês em 2004. Seis anos depois a sua presença foi confirmada em Espanha. Em 2011 apareceu em Portugal, na região norte, estendendo-se a sua presença ao sul do país, sendo que na região de Lisboa foram detectados e destruídos ninhos nos concelhos limítrofes e em parques e jardins da capital.

Porque é que a Vespa Asiática é considerada uma ameaça?

  • É uma espécie invasora;
  • Alimenta-se de abelhas e outros polinizadores;
  • Os seus efeitos ainda não são conhecidos nos nossos ecossistemas;
  • Quando sentem o ninho ameaçado podem tornar-se muito agressivas;
  • São facilmente identificáveis pelo amarelo da cor das suas patas, o torax mais preto e o seu tamanho que é cerca de três vezes o tamanho de uma vespa comum (3,5CM);
  • Os seus ninhos são de grandes dimensões em forma esférica.

O que devo fazer se encontrar um ninho?

  • Se encontrar um ninho, não o tente destruir, afaste-se dele e contacte o 112, identificando o local.

O que fazer se for picado?

  • Remova o ferrão da abelha ou parte do inseto que possa ainda estar cravado na pele;
  • Lave o local da picada abundantemente com água fria;
  • Se sentir dor, tome um analgésico, como o paracetamol ou iboprofeno. Siga sempre as indicações do folheto e tome a dose recomendada;
  • Se tem comichão, aplique gelo ou uma pomada de venda-livre comprada na farmácia para aliviar o sintoma. Outra opção passa por tomar um anti-histamínico;
  • Para reduzir o edema aplique gelo na lesão.
  • Geralmente a picada da vespa provoca apenas uma reação local, com dor, comichão, vermelhidão e inchaço no local da picada. Nos casos de reação alérgica grave – anafilaxia – os sintomas surgem alguns minutos após a picada e têm vários graus de gravidade, neste caso chame o 112.

Start typing and press Enter to search